Economia

3 milhões de motoristas ainda podem pedir restituição do DPVAT

Desde que a Seguradora Líder, responsável pelo seguro DPVAT, abriu o sistema de pedidos de restituição da grana paga a mais pelos usuários, apenas um em cada cinco motoristas realizou a solicitação.
O processo teve início em 15 de janeiro e, dos quatro milhões de afetados que teriam direito, apenas 830.930 fizeram o procedimento.

Os mais de três milhões de motoristas elegíveis podem fazer o pedido de restituição até o fim de dezembro.
O seguro obrigatório começou a ser cobrado em janeiro com os mesmos valores de 2019, após o STF (Supremo Tribunal Federal) ter barrado a proposta da Líder de diminuir a cobrança em 2020.
A Corte voltou atrás e acabou liberando a redução em 9 de janeiro. Assim, quem pagou os valores a mais poderá receber parte do dinheiro de volta.

Até agora, os estados com mais solicitações, segundo a Líder, são: São Paulo (com 350,4 mil pedidos), Minas Gerais (204,2 mil), Rio Grande do Sul (128,5 mil) e Paraná (60,1 mil).
Como pedir a restituição

Para fazer a solicitação, é preciso acessar específico para a restituição até o final de dezembro de 2020. Pedidos realizados após esse prazo serão realizados por outro link.

É preciso ter em mãos:
Renavam do veículo CPF/CNPJ do proprietário
Valor pago
Email e telefone de contato
Banco, agência e conta-corrente ou poupança do proprietário
Data do pagamento maior
Segundo a Líder, a diferença do valor no DPVAT para os motoristas que fizeram o pagamento antes da redução dos valores será quitada por depósito na conta informada pelo proprietário do veículo em até dois dias úteis.
De acordo com a seguradora, o proprietário recebe, pelo site, um número de protocolo para acompanhar a restituição.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS