Economia

BS Design passa de 65% dos espaços vendidos e atrai empresas líderes nos seus segmentos

Cerca de 65% dos espaços corporativos já foram comercializados e o mall vai receber três âncoras nos próximos meses

Uma extensa lista de empresas “que fazem a diferença nas suas respectivas áreas de atuação” já estão funcionando no complexo BS Design Corporate Towers que, em menos de um ano de funcionamento, conta com 65% dos espaços comercializados, adianta a diretora comercial da BS Par, Renata Santos. Empresas como SG Propag, Casa dos Ventos, KPMG, Vert (representante do BTG Pactual), XP Investimentos, Conviver Urbanismo e várias outras já ocupam as duas torres. Além dessas, o mall no térreo, com 4,2 mil m² de área bruta locável e integrado à praça público-privada, já foi inteiramente comercializado e vai receber nos próximos meses três âncoras que estão em fase final de instalação – a clínica Jório da Escócia; a academia Green Life e o restaurante Carbone, do Grupo Santa Grelha. Para a executiva, a montagem do pool de empresas no BS Design foi facilitada pelas características únicas de tecnologia e sustentabilidade do complexo. “é um mix diversificado, mas somente com empresas que se posicionam, não só pelo produto, mas também pela localização, o BS Design se tornou um objeto de desejo”. Renata lembra ainda que outro empresarial assindo pela empresa, o BS Tower “onde nós aplicamos vários conceitos desenvolvidos no BS Design”, tem um índice de ocupação superior a 80% e abriga várias operações grandes, principalmente da área de saúde.

Primeira década
Desde a sua criação, há 10 anos, o Instituto Aço Cearense já investiu R$ 14 milhões em ações que impactaram diretamente 80 mil pessoas nos estados onde a Aço Cearense mantém operações – Ceará, Pará e Tocantins – por meio de apoio a projetos culturais, esportivos e de empreendedorismo desenvolvidos por Organizações Não Governamentais (ONGs). Durante o mês de março, quando o instituto comemora aniversário, serão realizadas visitas das instituições apoiadas no período para as unidades da Aço Cearense e Sinobrás, que também integra o grupo.

MEI como prioridade
Quatro projetos apresentados na última semana pelo deputado federal Eduardo Bismarck (PDT) visam beneficiar os microempreendedores individuais (MEI). São eles: o Projeto de Lei (PL) 577/20, para movimentação do FGTS para quem optar pelo MEI; os Projetos de Lei Complementar (PLP) 23/20, PLP 24/20 e PLP 25/20, que ampliam a faixa de faturamento bruto anual para o MEI, elevam a possibilidade de contratação de funcionários de um para três e permite que sócio não administrador de empresa possa ser MEI em uma outra atividade não relacionada. Para Bismarck, os projetos apresentados visam “abrir oportunidades para quem já é MEI e para aqueles que desejam ser MEI e esbarram em obstáculos”.

Assembleias
A primeira assembleia da série que a cooperativa de crédito Sicredi Ceará Centro Norte vai promover para definir estratégias para 2020 será realizada hoje (16), às 19h30, no auditório do BS Design. Um dos pontos a definir será a distribuição ou reinvestimento dos resultados de 2019, que apresentou crescimento de 54% em relação a 2018.

OTO vacinas
Como adiantado por esta coluna, o Grupo OTO (Hospital OTOclínica) lançou a OTO Vacinas, clínica de vacinação localizada na avenida Edilson Brasil Soares. Esta é a segunda unidade do grupo na região sul de Fortaleza, e divide espaço com o Hospital OTOclínica Sul. São disponibilizadas 20 tipos de vacinas, além do serviço de vacinação a domicílio.

WTTC debate efeitos do coronavírus no setor
O fórum internacional de turismo World Travel & Tourism Council (WTTC) vai promover hoje (16) uma reunião no Hotel Intercontinental, em São Paulo, para apresentar dados do setor e debater o desenvolvimento do setor, que movimenta, de acordo com a entidade, 10,4% do PIB mundial. No entanto, a principal pauta será como driblar os efeitos da pandemia de Covid–19. O secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, estará no encontro.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS