Economia

Camarão BR reúne as maiores empresas do Brasil, setor espera produção recorde em 2020

A Camarão BR, presidida por Cristiano Maia, deve produzir cerca de 50 mil toneladas de camarão em 2020, metade da produção do Brasil

As 15 maiores empresas produtoras de camarão do Brasil (14 do Nordeste) acabam de instituir a Camarão BR (Associação dos Produtores e Exportadores de Camarão), que teve a primeira eleição de diretoria realizada na terça-feira, 3. A presidência ficará com Cristiano Maia, da Samaria Aquicultura, maior produtora do Brasil. Tom Prado, da Itaueira, será um dos conselheiros.

De acordo com Maia, as associadas “respondem por 50% da produção nacional” e o principal objetivo será estimular o beneficiamento do camarão. “As indústrias de processamento e beneficiamento precisam passar por uma reformulação. Com a produção crescente, em breve iremos exportar, e para isso precisamos industrializar antes. A nossa capacidade de processamento está muito aquém da estimativa de produção para 2021”, avalia. Maia projeta que este ano a carcinicultura bata recorde de produção no Brasil, ultrapassando as 100 mil toneladas, e pode chegar a 120 mil em 2021.

O último recorde foi em 2006 (90 mil toneladas). Nos anos seguintes a produção caiu devido a epidemia da Mancha Branca, mas desde 2018 o crescimento tem sido na faixa dos 20%. “Acredito que em 2021 atingiremos 120 mil toneladas e o consumo interno também deve aumentar”, analisa. De acordo com ele, o consumo percapta no Brasil é de 450 g por ano, enquanto o México consome dois quilos, os EUA nove e a Europa, 12.

R$ 200 mi para a carcinicultura
Em reunião realizada na sede da Banco do Nordeste na última semana com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o banco assegurou ter R$ 200 milhões assegurados para financiar projetos de criação e beneficiamento de camarão, afirma Cristiano Maia. Na ocasião, os representantes do setor pleitearam a separação das políticas de aquicultura e carcinicultura, a fim de abrir o mercado europeu. Outra reunião será realizada na sexta-feira, 6, em Brasília, para destravar a “exportação de reprodutores e matrizes, para melhorar a consaguinidade das espécies criadas no Brasil e evitar o nanismo”, adianta.

BNB debate resultados na FIEC
Presidente do Banco do Nordeste (BNB), Romildo Rolim detalhou os resultados de 2019 da instituição em evento realizado pela Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais do Nordeste (Apimec – NE), na Casa da Indústria, na FIEC, ontem (4). Entre os destaques, Rolim ressaltou a superação de metas de contratação de operações de crédito via Funco Constitucional do Nordeste (FNE) e microcrédito; ações de redução de juros para Capital de Giro e microcrédito; a nota máxima na Certificação IG-Sest, e o melhor desempenho entre os bancos brasileiros aferido pela publicação The Banker, que avaliou todos os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Primeiro lugar
Fortaleza se saiu bem em mais um levantamento da plataforma de viagens Kayak: foi o destino nacional que mais cresceu em buscas entre 2019 e 2020, com um incremento de 133%. Cabo Frio (RJ) ficou em segundo lugar (125%) d, seguido por Brasília (120%). No total, os primeiros 15 lugares são nacionais. No número geral de buscas Fortaleza saltou da sexta para a quarta posição no período.

Design
O concurso de ideias que vai definir a marca de Fortaleza como Cidade Criativa do Design será lançado hoje (5), durante o 4º Seminário Internacional de Políticas Públicas Inovadoras para Cidades, no Centro de Eventos. Representantes de outras cidades criativas do Brasil – Santos (SP), com cinema e Curitiba (PR), também do design – além de Braga, em Portugal, vão participar de debate sobre o tema.

Sarto recebe Medalhão Comando Militar do Nordeste
A comanda Medalhão Comando Militar do Nordeste foi entregue ontem ao presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado José Sarto (PDT), pelos generais Fernando Cunha Mattos (10ª Região Militar) e Freire Gomes (Comando Militar do Nordeste) e pelo almirante Alan Guimarães Azevedo (3º Comando Naval). Na ocasião, Sarto agradeceu aos oficiais por “atuar na garantia da segurança da população cearense durante a GLO e como observadores no processo
de negociação com os amotinados”.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS