Economia

Funcionários do Facebook deverão trabalhar em home office permanentemente

Cerca de metade dos funcionários da empresa deverão trabalhar de casa pelos próximos cinco a 10 anos

O presidente – executivo do Facebook, Mark  Zuckerberg, informou nesta quinta-feira (21) para seus funcionários que o home office será implantado permanentemente, mesmo com a redução de medidas rígidas do isolamento social devido ao novo coronavírus.

Segundo Zuckerberg, a empresa adotará “agressivamente a contratação remota” e cerca de metade dos seus funcionários deverão trabalhar de casa pelos próximos cinco a 10 anos. O Facebook baseará sua abordagem orientada pela função e desempenho do quadro de funcionários atuais, que terão até 1º de janeiro de 2021 para atualizar a sua localização à empresa.

A rede social manterá o plano de contratar 10 mil engenheiros de produtos e funcionários em 2020, como também o projeto de construir três novos hubs para encontros esporádicos dos trabalhadores remotos, em Atlanta, Dallas e Denver. Mas segundo o presidente, os hubs não serão propriamente escritórios, o objetivo é fazer escala para eles. Voltar o foco do recrutamento para algumas cidades e assim chegar a vários engenheiros.

Twitter

O Twitter também anunciou que adotará as mesmas medidas, no pós-pandemia do novo coronavírus. Os trabalhadores que tiverem cargos que possibilitem o trabalho em casa e preferirem o modelo à distância poderão permanecer atuando em home office.

Segundo o CEO da rede, Jack Dorsey, não há possibilidades dos escritórios voltarem a funcionar antes de setembro e apenas algumas raras exceções de viagens a trabalho não foram canceladas até lá.

 

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS