Jornal Impresso

Pandemia ampliará cobranças de eleitores no pleito, diz deputado

As eleições deste ano trazem um desafio extra aos candidatos: o novo coronavírus. Além dos problemas já enfrentados, a pandemia ampliou lacunas nas cidades. O deputado estadual Acrísio Sena (PT) cita o “estrago” que a covid-19 fez nas populações e etnias mais vulneráveis, que sofrem diretamente as consequências sanitárias, econômicas e sociais do novo coronavírus. “A pandemia explicitou a face cruel da desigualdade em Fortaleza. Quem conhece a periferia sabe que isso já é uma dura realidade”, critica.

O parlamentar lembra que o período eleitoral ocorrerá no auge dos efeitos da crise sanitária, e o eleitor vai exigir aos candidatos projetos que enfrentem a questão. “Como dizia Betinho, quem tem fome tem pressa. Por isso, a proposta de garantir uma renda mínima à população mais pobre, que não é nova, se coloca hoje como imprescindível”, destaca. “Quem sabe não seja a hora da criação de um Fundo Municipal de Combate à Pobreza, a exemplo do fundo estadual (Fecop)?”, sugere.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS