Panorama

Camilo Santana avalia decretar estado de calamidade pública no Ceará

O gestor disse, em entrevista ao Bom dia Ceará, na TV Verdes Mares, que está "avaliando a questão"

O gestor disse que está “avaliando a questão” (Foto: Divulgação)

Redação O Otimista
ootimista@ootimista.com.br

Em razão do aumento no número de casos de coronavírus no Ceará, o governador Camilo Santana (PT) estuda decretar estado de calamidade pública na saúde. O gestor disse, na manhã desta quarta-feira, 1º, em entrevista ao Bom dia Ceará (TV Verdes Mares), que está “avaliando a questão” de enviar à “Assembleia Legislativa uma lei “transformando o Ceará em Estado de calamidade pública” diante da doença.

Em boletim divulgado na tarde da terça-feira, 31, o Ministério da Saúde anunciou que o Ceará totaliza sete mortes por Covid-19. O número de casos confirmados da doença no Estado chega a 401, de acordo com dados da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

“Na realidade, o Estado desde o início decretou estado de emergência em saúde, o que está valendo através do decreto, e nossa equipe econômica está avaliando tanto a Procuradoria Geral do Estado como a equipe econômica avaliando a questão da gente enviar para Assembleia uma lei transformando o Ceará em Estado de calamidade pública diante do coronavírus”, disse o petista. Na terça-feira, 31, a Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) aprovou mensagem do prefeito Roberto Cláudio que pede dispensa de licitação para compras na área da saúde como medida de combate à Covid. A Casa também acatou o pedido do prefeito para decretar calamidade pública em Fortaleza em razão da pandemia.

Seja o primeiro a saber. Siga nossas redes sociais:
Instagramhttps://instagram.com/ootimista?igshid=18bwnrfep8gg6
Facebookhttps://m.facebook.com/Ootimista/
WhatsApp: 085 9 8155.2022

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS