Jornal Impresso

Sobral é o município que mais realiza testes de covid-19 por mil habitantes

Levantamento aponta que Fortaleza, Quixadá e Acaraú estão entre as cidades que mais buscam diagnóstico da doença. Epidemiologistas falam da importância da chegada de respiradores ao Estado

Danielber Noronha
danielber@ootimista.com.br

Sobral passa de 6 mil casos confirmados da doença (Foto: Ascom / Prefeitura de Sobral)

Quinto município cearense em número de habitantes, segundo estimativa de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com 208.935, Sobral tem o maior quantitativo de testes da covid-19 por mil habitantes do Ceará. Estatísticas do IntegraSUS – plataforma da Secretaria da Saúde (Sesa) – indicam realização de 12.529 testes no município até o final da tarde de ontem (29), resultando em uma estimativa de 66,56 testes/1.000 habitantes.

Sobral é o segundo maior foco da doença no Estado, com 6.404 casos confirmados até o fechamento desta edição.

Os dados utilizados pela reportagem consideram as quantidades gerais de testes, incluindo os rápidos e RT-PCR, quantificados de maneira geral e calculados pelo próprio IntegraSUS. Assistente de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Sobral, Josiane Dorneles explica que os testes estão sendo realizados em 37 postos de saúde, com agendamento a partir do sétimo dia de aparecimento dos sintomas.

“Temos um quantitativo de 300 a 450 testes realizados por dia. É um modelo de teste rápido feito com sangue que é enviado ao laboratório para ser centrifugado e aumentar chance de diagnóstico correto”, explica. O município continua em regime de isolamento mais rígido, o chamado lockdown, até o próximo dia 5, de acordo com publicação do Diário Oficial do Estado (DOE).

Fortaleza tem 2.452.185 habitantes, segundo a mesma estimativa do IBGE, sendo 11 vezes mais do que a população de Sobral. A Capital cearense registra 82.836 testes, que, quando divididos pela população estimada, resultam em aproximadamente metade da quantidade de testes realizados por Sobral: 33,78/1.000 habitantes. Epicentro da epidemia no Estado, a Capital totalizava 35.081 casos da doença também até o fechamento desta edição.

Quatro cidades com maior incidência de casos confirmados da covid-19 e seus respectivos índices por mil habitantes estão incluídas no levantamento da reportagem: Maracanaú, Caucaia, Quixadá e Acaraú, com 31,15; 21,09; 46,02; e 47,42 exames por 1.000 habitantes, respectivamente. Excetuando Maracanaú e Caucaia, os demais municípios estão com quantidade de testagem superior à média geral do Estado: 31,52.

Importância dos testes
De acordo com o IntegraSUS, foram realizados 266.428 testes no Ceará. Nos últimos sete dias, a plataforma registrou acréscimo de 2.629,71 testes realizados. “Os números mostram que o Estado está sendo coberto de maneira heterogênea”, avalia o epidemiologista e doutor em Saúde Pública, Marcelo Gurgel. De acordo com o especialista, a testagem é a principal forma de nortear decisões tomadas pelos gestores públicos.

Gurgel defende, ainda, que seja adotado um protocolo uníssono para garantir maior efetividade dos testes. “É preciso se atentar para a qualidade dos testes e eficiência de diagnóstico para evitar falsos positivos e negativos. Se as prefeituras adquirem testes de diferentes validades, os resultados não serão uniformes”, ressalta.

Também epidemiologista e professora da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Thereza Magalhães aponta a importância dos testes para quantificar o momento da epidemia em que os municípios encontra-se. “Por conta das medidas de isolamento, os tempos de pico dentro do próprio Estado estão muito diferentes”, destaca.

Chegada de respiradores dará maior segurança ao Interior
Os 300 respiradores adquiridos pelo Governo do Ceará para auxiliar no combate à pandemia resultarão em uma maior segurança em atendimentos no Interior do Estado, avaliam epidemiologistas do Grupo de Trabalho de enfrentamento à Covid-19 da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

“O respirador é fundamental, porque todas as vezes em que o paciente está em uma fase pulmonar grave ou resposta inflamatória muito grande, ele irá precisar de respirador. Tudo que puder chegar de ajuda será muito bem-vindo”, destaca Thereza Magalhães, epidemiologista e professora da Uece. Médico e epidemiologista, Marcelo Gurgel destaca que a aquisição é importante para preservar os leitos que foram abertos em Fortaleza, caso haja uma nova onda de casos.

Distribuição
Entre os municípios contemplados com os equipamentos estão Aracati, Canindé, Crato, Barbalha, Brejo Santo, Iguatu, Icó, Crateús, Tianguá, Ubajara, Itapipoca, Caucaia. Os hospitais regionais geridos pela Secretaria de Saúde (Sesa) do Ceará – Sertão Central, Norte e Cariri- terão capacidade ampliada em mais 30 leitos de UTI. Até julho, segundo a Sesa, são esperados dois aviões com 200 novos respiradores e equipamentos de proteção individual (EPIs), ao todo.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS